ViverServiços municipais

Nemátodo da Madeira do Pinheiro


 
O Nemátodo da Madeira do Pinheiro (NMP) é um verme microscópico do grupo das lombrigas considerado uma grave ameaça aos povoamentos de pinho, principalmente pinheiro bravo (Pinus pinaster Aiton), por ser um agente que causa a “doença da murchidão do pinheiro”. Este é considerado um dos organismos com maior potencial destrutivo para a floresta de coníferas, tendo sido detetado pela primeira vez em Portugal em 1999.

Atendendo aos seus potenciais impactos ao nível ecológico, económico e social, é considerado organismo prejudicial para a União Europeia e identificado, pela Organização Europeia e Mediterrânica para a Proteção das Plantas, como organismo de quarentena (Lista A1 da OEPP), existindo fortes restrições à circulação de plantas, material lenhoso, produtos e subprodutos das espécies hospedeiras do NMP.


Longicórnio do pinheiro (Inseto-vetor)
O nemátodo é transmitido às árvores por um inseto-vetor, o longicórnio do pinheiro. A dispersão do nemátodo está limitada ao período de voo do inseto, de abril a outubro.


Sintomas
- Amarelecimento e murchidão das agulhas (primeiro as mais antigas, estendendo-se gradualmente a toda a copa);

- Diminuição da produção de resina;

- Manutenção das agulhas mortas por período prolongado;

- Existência de ramos secos mais quebradiços que o habitual, levando à secura total da copa.


Como combater a doença?
O controlo do NMP faz-se sobretudo através de uma gestão ativa dos espaços florestais e que deverá passar por:
- Detetar e remover os pinheiros mortos ou com sintomas de declínio, preferencialmente no período de novembro a março de cada ano;

- Eliminar todos os sobrantes de exploração florestal;

- Controlar a população do inseto-vetor durante o seu período de voo (abril a outubro) por meio de armadilhas.


A quem compete a remoção das árvores e dos sobrantes?
Estas ações são da responsabilidade dos proprietários e constituem uma obrigação legal.
Esteja atento à legislação em vigor e potenciais apoios e informe-se antes de proceder a qualquer ação de exploração florestal.
Consulte a sua organização de produtores florestais ou o gabinete técnico florestal do seu município.


A solução está na prevenção!
- Árvores enfraquecidas favorecem a dispersão do nemátodo;
- Evite o transporte de material lenhoso no período de abril a outubro pois pode estar a espalhar a doença;
- Não conserve lenha de um ano para o outro;
- Mantenha o seu pinhal saudável.
- A doença do nemátodo da madeira do pinheiro leva sempre à morte das árvores, no entanto não se transmite diretamente de árvore a árvore, necessita do inseto-vetor.
- Tenha em atenção pois os sintomas associados a esta doença são comuns a outras pragas e doenças e o seu diagnóstico só é possível através de análise laboratorial!


Os filmes de sensibilização que se seguem foram elaborados através de um protocolo estabelecido entre o IFAP - Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas, I.P., a AFN - Autoridade Florestal Nacional e a UNAC - União da Floresta Mediterrânica, para a realização de ações de sensibilização, divulgação e assistência técnica, no âmbito do Programa de Ação Nacional para Controlo do Nemátodo da Madeira do Pinheiro (NMP).

 
 
--
 
-
 
-
 
 
CONTACTOS

Gabinete Técnico Florestal
Av. Eng. Adriano Brito da Conceição
Terminal Rodoviário de Arruda dos Vinhos
263 977 000 - Ext. 306
263 976 586
gtf@cm-arruda.pt
LINKS ÚTEIS



www.icnf.pt

Print Friendly and PDF

Contactos

Largo Miguel Bombarda

263 977 000

263 976 586

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter

Back to Top

  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
© 2006 - 2017 © Município de Arruda dos Vinhos - Todos os Direitos Reservados