ViverServiços municipais

Escaravelho da Palmeira

Rhynchophorus ferrugineus (Olivier)


O que é?

O Rhynchophorus ferrugineus (Olivier), vulgarmente chamado de escaravelho das palmeiras é um inseto que ataca várias espécies de palmeiras, especialmente as palmeiras do género Phoenix, sendo as mais suscetíveis as Phoenix canariensis (palmeira-das-Canárias).
Esta praga atua apenas sobre as plantas, não afetando nem o ser humano nem os animais.

O inseto é originário das zonas tropicais da Ásia e Oceânia. A sua expansão iniciou-se no Médio Oriente entre as décadas de 80 e 90, tendo atingido a Europa, através de Espanha, Itália e mais recentemente Portugal. Foi em 2007, no Algarve que foi detetado pela primeira vez em Portugal. Em 2014 foram sinalizados os primeiros casos desta praga no concelho de Arruda dos Vinhos.

O inseto pode ser encontrado em vários estádios: adulto, ovo, larva e pupa. Possui grande capacidade reprodutiva (fêmeas podem pôr 300 a 400 ovos), tendo o seu ciclo de vida duração de 3 a 4 meses.
Os adultos, cuja dimensão oscila entre os 2 e 5 cm de comprimento, caracterizam-se por apresentar cor avermelhada, com asas raiadas a preto, a cabeça termina em bico e normalmente encontram-se escondidos atrás das bases das folhas.

Regra geral o ataque deste inseto tem como resultado quase certo a morte da planta afetada, a multiplicação do inseto e a sua dispersão e colonização de novas palmeiras localizadas nas proximidades (distância de voo é de 3 a 5 km). A dispersão geográfica observada ocorre principalmente pelo comércio e transporte de material vegetal contaminado.


Quais os sintomas?

É possível que uma palmeira seja hospedeira do escaravelho e não apresente qualquer sintoma durante vários meses, pelo que não se pode assegurar que as palmeiras aparentemente saudáveis em áreas de presença do inseto não se encontrem afetadas.
Os sintomas podem ser:
- Folhas desprendidas da coroa;

- Orifícios e galerias na base das folhas, podendo conter larvas e casulos;

- Coroa desguarnecida no topo ou com um aspeto achatado pelo abatimento das folhas centrais que amarelecem e secam;

- Folhas novas com aspeto recortado nas extremidades;

- Amálgama de fibras cortadas e húmidas com um cheiro fétido.


O que fazer?

Palmeiras em fase inicial de ataque ou perto de locais onde foi detetada a presença do escaravelho:

- Promover ações a nível preventivo e curativo, nomeadamente poda fitossanitária e tratamento fitossanitário (aplicação de inseticidas homologados para o efeito, por pulverização na zona da coroa e/ou por injeção no tronco).

Palmeiras já mortas ou em fase avançada de infestação, sem capacidade de recuperação:

- Antes do abate (corte da palmeira), deve ser realizado tratamento fitofarmacêutico homologado, para evitar a dispersão dos insetos no momento do abate. Deverá efetuar-se o abate no dia seguinte.

- Proteção e isolamento da zona, eliminação das folhas e da coroa, corte do tronco e correta destruição dos resíduos vegetais;

- Os resíduos vegetais deverão ser destruídos no local ou encaminhados para local apropriado, transportados em veículo fechado ou coberto com uma lona ou rede que evite o risco de dispersão de insetos, onde se procederá à sua rápida destruição por queima, trituração ou aterro a pelo menos 2 metros de profundidade.

Produtos fitofármacos homologados:

Substância ativa

Concentração

abamectina

50-100 ml/hl

imidaclopride

75 ml/hl


Todos os trabalhos de poda, recuperação (poda sanitária, tratamentos fitossanitários, etc.) ou abate e destruição de palmeiras, devem ser realizados por empresas ou outras entidades que cumpram com os procedimentos descritos no Plano de Ação para o controlo do Escaravelho da Palmeira.

Para mais informações consultar o site da Direção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo



CONTACTOS

Gabinete Técnico Florestal
Av. Eng. Adriano Brito da Conceição
Terminal Rodoviário de Arruda dos Vinhos
263 977 000 - Ext. 306
263 976 586
gtf@cm-arruda.pt
LINKS ÚTEIS



www.icnf.pt

Documentos Relacionados

Luta obrigatória contra o escaravelho da palmeira

Print Friendly and PDF

Contactos

Largo Miguel Bombarda

263 977 000

263 976 586

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter

Back to Top

  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
© 2006 - 2017 © Município de Arruda dos Vinhos - Todos os Direitos Reservados