ViverServiços municipais

Compostagem doméstica
 
A compostagem é uma forma de atenuar o problema dos RSU’s, dando um destino útil aos resíduos orgânicos. É um processo natural de decomposição biológica. Evita, assim, a acumulação de RSU’s em aterro e devolve à terra os nutrientes de que esta necessita, transformando um problema numa solução.

A compostagem doméstica é particularmente adaptada a zonas rurais ou moradias com espaço para transformar os restos orgânicos em composto, apesar de, para quem não tem acesso a espaços exteriores, também ser possível o aproveitamento.
 
 
Compostagem Doméstica, o que é?

É um processo de reciclagem de matéria orgânica (de cozinha, da horta, do jardim…) realizado através de microrganismos que transformam os resíduos biodegradáveis num fertilizante rico em nutrientes, a que se chama composto.
 
 
Quem pode fazer Compostagem Doméstica?

Se a sua casa tem um pequeno espaço exterior livre, a compostagem doméstica é ideal para si. Junte os restos da preparação da comida e materiais de jardim e despeje-os num compostor. Cubra com alguns ramos e folhas secas e deixe a Natureza seguir o seu curso.
 
 
Materiais a compostar

De modo geral, todos os materiais naturais provenientes da cozinha, do jardim ou do quintal podem ser colocados no compostor. Há, no entanto, alguns cuidados a ter em conta para que o processo decorra sem quaisquer sobressaltos. Por exemplo, se depositar ossos ou espinhas em quantidade no compostor poderá atrair ratos ou outra bicharada indesejável.
 
Os resíduos que podem e devem ser compostados são, normalmente, classificados em "Verdes" e "Castanhos" conforme o teor de humidade e a proporção de nutrientes. Para que a compostagem decorra da melhor forma, convém ter a maior diversidade de resíduos possível numa proporção igual de Castanhos e Verdes.
 
Verdes - ricos em azoto, geralmente húmidos
  • Folhas verdes
  • Ervas daninhas sem sementes
  • Restos de vegetais e frutas
  • Borras de café, incluíndo os filtros
  • Cascas de ovos (esmagadas)
  • Flores
  • Folhas e saquetas de chá
  • Aparas de relva frescas


Castanhos - ricos em carbono, geralmente secos

  • Folhas secas
  • Resto de relva cortada seca
  • Palha ou feno
  • Resíduos de cortes e podas
  • Aparas de madeira e serradura
  • Agulhas de pinheiros
  • Casca de batata


Materiais a evitar

Existem alguns resíduos a evitar, pois podem dar origem a maus odores, atrair animais (ratos, moscas, etc.) ou atrasar o processo.
  • Restos de carne, peixe e marisco
  • Produtos lácteos
  • Cinzas
  • Beatas de cigarros
  • Medicamentos
  • Resíduos de plantas tratadas com produtos químicos
  • Excrementos de animais domésticos
  • Resíduos não biodegradáveis (plástico, vidro, metal, pilhas, tintas, têxteis, etc.)


Colocar em pouca quantidade

  • Restos de pão
  • Restos de comida cozinhada sem gordura (tapar com terra)


 CONTACTOS

Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos
Setor de Ambiente e Qualidade de Vida
263 977 006
ambiente@cm-arruda.pt
Atendimento OnlineAtendimento Online
Atendimento via formulário de contacto 24 horas por dia. - 

 
 
 


Print Friendly and PDF

Contactos

Largo Miguel Bombarda

263 977 000

263 976 586

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter

Back to Top

  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
© 2006 - 2017 © Município de Arruda dos Vinhos - Todos os Direitos Reservados