MunicípioInformação institucional
ConcelhoConheça-nos
ViverServiços municipais
VisitarEsperamos por si
InvestirInvista no concelho
Balcão Virtual
Participar

Detalhe da Notícia


Câmara Municipal avança com novas soluções no uso de herbicidas

A Câmara Municipal arrancou na passada semana com uma nova campanha-piloto de controlo de vegetação espontânea, retirando da mesma o uso do Glifosato, apesar do mesmo ser permitido pela DGAV.

Os novos herbicidas que serão utilizados nesta campanha são o Katoun Gold e o Chikara. O primeiro à base de ácido pelargónico, substância natural extraída das plantas e comum na natureza, uma alternativa ao uso do glifosato, para a gestão do coberto vegetal nas áreas urbanas e vias de comunicação. O Katoun Goldé é, de momento, o único herbicida dentro deste setor de produtos de origem natural que está autorizado por parte da DGAV a ser aplicado em espaços urbanos. Com efeito, possuindo uma formulação inovadora e atuando por contacto (resultados ao fim de 2 a 3 horas, dependendo das condições atmosféricas), assegura uma eficácia sobre as infestantes mais problemáticas, a par do respeito pelo Homem e Meio Ambiente. Acresce que é um produto que se degrada muito rapidamente no solo, sem classificação toxicológica ou ecotoxicológica, fácil e seguro de aplicar, sem emissão de ruído ou gases poluentes, sem riscos de vibração, de projeção de pedras ou danos físicos para o operador que alguns meios mecânicos e térmicos podem ter.

O outro herbicida é o Chikara- substância ativa Flazassulfurão, herbicida igualmente livre de glifosato com registo na DGAV para utilização em zonas urbanas e de lazer. Este é um herbicida que complementa na perfeição a ação do Katoun Gold pois, o Katoun elimina as infestantes que já se encontram presentes no local de forma extremamente rápida, no entanto tem uma persistência muito curta pois trata-se apenas de um herbicida de contacto, não atua nas raízes nem nas sementes presentes no solo que irão dar origem a novas infestantes. O Chikara pelo contrário vai-se distribuir nos primeiros centímetros do solo e quando as sementes começam a emitir as primeiras radiculas, estas mesmas entram em contacto com a substancia ativa e acabam por morrer. Este processo permite uma persistência de ação muito prolongada, podendo variar de 3 a 9 meses sem a germinação de novas infestantes respeitando o Ser Humano, os animais e o ambiente.

O Chikara é um herbicida residual mas contrariamente ao que é habitual num herbicida residual, este não tem risco de contaminação dos lençóis freáticos pois a particularidade desta substância ativa é que é muito pouco solúvel no solo e como tal infiltra-se apenas nos primeiros 10 –12 cm de profundidade e é ali que permanece até ser completamente degradada no solo por ação microbiana e química evitando assim o risco de acumulação de resíduos no solo.

Mais uma vez a Câmara Municipal pretende com esta medida/experiência-piloto conseguir um controlo eficaz da vegetação espontânea em meio urbano, não colidindo este trabalho com qualquer possibilidade de colocar em risco o meio ambiente ou o Ser Humano, num esforço adicional (produtos mais caros) para se compatibilizar o respeito pelo meio ambiente, com uma vivência urbana sem a proliferação de ervas daninhas.

Esta campanha irá decorrer durante as próximas semanas, e será feita uma avaliação posterior relativamente à eficácia da aplicação destes novos produtos no contexto da realidade no nosso Concelho.


Agradecemos a compreensão de tod@s!

Passo a passo Arruda melhora!



Print Friendly and PDF

Contactos

Largo Miguel Bombarda

263 977 000

263 976 586

Newsletter


Subscreva a nossa newsletter

Back to Top

  •   Menu acessível
  • Promotor Oeste Portugal
  •   Oeste CIM
  • Co-financiamento Compete
  •   QREN
  •   União Europeia
Powered by Powered by U-LINK
© 2006 - 2019 © Município de Arruda dos Vinhos - Todos os Direitos Reservados